emanação

Por Alberto Sartorelli

Então sai de mim a luz idealista
a que emana, de dentro para fora
pois aquela ideia do homem que em outrora
digo que era em si, e agora rabisca.

Do rabisco do homem que é para si
vejo a conscientização de mim mesmo
sóbrio na realidade, logo vi
o meu eu, vagando no mundo a esmo.

Perseguia- o de maneira voraz
nas altas masmorras do pensamento
e o encontrei, ele estava em pranto.

Cansado de si mesmo, agora faz
um escrito que expõe o seu lamento
para nós, ele mesmo que quer tanto.

Para si, para o outro, para nós
para ser eu mesmo, saio de mim.

E mesmo que estivéssemos a sós
é o todo que devemos ter por fim.

Se o eu fosse pra nós, elevar-se-ia.

Para além da mera filosofia.

 

Março/abril de 2013

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: