Minhas ruas, em bloco, pedem passagem

Por Lucas Paolo

E a turbamulta invade-me cidade
é um batalhão
e pulula ensurdecedora em zumbidos ribombantes
que explodem em estalidos, fogos de desartifícios, tantos

desavisados
desenviesados
e a darandinada louca é-me cidade
sendo é vinagre constituindo (há ontologia!)
um a um, todos os alvéolos
meus novos companheiros (sim, avante companheiros que se
abriram as mais grandes alamedas) eu os respiro
e nós seremos paulistas fechadas
que o silêncio está em greve
para que os tempos se interpenetrem
na mudança que estamos porvir…

Setembro/outubro de 2013

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: