A uma leitora

Por André Paes Leme “A arte de perder não é nenhum mistério Tantas coisas contêm em si o acidente De perdê-las, que perder não é nada sério.” (Elizabeth Bishop) Embora seja certo que (quase) ninguém mais se lembre, tive, há não muito tempo, a honra de contribuir com algumas modestas páginas nas primeiras edições desta … Continue lendo

Elogio do amor – Alain Badiou

Tradução de André Paes Leme Alain Badiou nos mostra neste livro forte e límpido que o amor se encontra atualmente ameaçado: a potência do acontecimento incomensurável que ele constitui é negada, por um lado, por uma concepção comercial e securitária da vida íntima. O mercado parece cada dia mais nos ter convencido de que podemos amar sem correr riscos; … Continue lendo

Somos todos Pussy Riot!

Por André Paes Leme “No verão, confinamento intolerável, no inverno, frio insuportável. Todos os pisos estavam podres. A sujeira no chão tinha uma polegada de espessura; alguém poderia tropeçar e cair… Éramos empilhados como anéis de um barril… Nem sequer havia lugar para caminhar… Era impossível não se comportar como suínos, desde o amanhecer até … Continue lendo

Os livros felizes não têm História: Juliana Bernardo e sua Carta Branca

Por André Paes Leme “Um amigo andava desesperadamente atrás de um livro, mas não conseguia encontrar em lugar algum. Após meses de busca, passando pela Grand Central Station em Nova York, avista uma moça que lia exatamente o cobiçado livro. Aborda-a. Conta que andava atrás do livro e pergunta onde poderia encontrá-lo. Ela diz que … Continue lendo

Beleza, machismo e erotismo

Por André Scholz (Diálogo: o texto de André Scholz dialoga com as crônicas “Beleza, Nudez e Erotismo” e o artigo “Amar a Mulher, Amar o Desejo – Notas sobre Literatura e Psicanálise”, de André Paes Leme, publicadas na edição nº 0 deste Jornal)   A mulher não existe… Porque a mulher não é espécie, é gênero! … Continue lendo

Amar a mulher, amar o desejo

Por André Paes Leme Notas sobre literatura e psicanálise “La Femme n’existe pas.” De todas as frases de efeito surgidas nos Seminários de Lacan, essa é certamente a mais controvertida (e enigmática!). São inúmeros os sentidos que se poderia atribuir a tal afirmação, desde a bizarra acusação de misoginia até a filiação a um pensamento próprio ao estatuto do feminino, … Continue lendo

Beleza, nudez e erotismo

Por André Paes Leme “A roupa é um meio de se atingir a nudez”. Nenhuma metáfora se aplicaria melhor a essa asserção de Georges Bataille do que a cena de abertura de Les Innocents Aux Main Sales, de Claude Chabrol, em que uma “pipa” cai sobre o derrière da divinal Romy Schneider que se encontra deitada nua no gramado. Por … Continue lendo